Antes de içar a lâmina, o algoz suplica ao condenado: "Você me perdoa?"

I want you for U.S. Army

terça-feira, 12 de março de 2013

Dostoiévski e o niilismo da modernidade


Meus amigos,

Gostaria de convidar a todos para o curso que vou começar a ministrar daqui a um mês.

 
Dostoiévski e o niilismo da modernidade
Link para o curso no site da Casa do Saber:


Local: Casa do Saber. Rua Dr. Mário Ferraz, 414 – Itaim Bibi, São Paulo.

Informações sobre valores e inscrições: (11) 3707-8900.

Datas e horário: Aos sábados, das 11h às 13h. Dias 13, 20 e 27 de abril e 04, 11 e 18 de maio.

Sinopse do curso

 
Ao questionar radicalmente a existência de Deus, a instância suprema a partir da qual emanariam e sobre a qual recairiam os princípios e fins éticos, a modernidade arremessa o ser humano em um turbilhão relativista em meio ao qual tudo o que é sólido desmancha no ar. Pelo prisma do escritor russo Fiódor Dostoiévski (1821-1881), o curso analisa a ascensão paradoxal do nada como princípio (anti)ético normativo – eis o Reino de Nihil, o niilismo. Em um diálogo com as Recordações da Casa dos Mortos (1862), livro que sintetiza o rescaldo de experiências siberianas do prisioneiro Dostoiévski; com o homem do subsolo, a encarnação do niilismo, o anti-herói de Memórias do Subsolo (1864), e com o duplo homicida Raskólnikov, protagonista de Crime e Castigo (1866), estabeleceremos a genealogia dostoievskiana do relativismo ético desde o século 19 até os seus desdobramentos pelas diversas esferas existenciais ao longo do trágico século 20. A partir do princípio de escatologia criativa de Dostoiévski, por meio do qual o escritor levava às últimas consequências ideias que, em sua época, apenas germinavam, o curso discute como as experiências e as personagens em questão prenunciaram as tétricas rupturas éticas que só deixariam de respirar entre os escombros dos campos de concentração nazistas.


Sobre o professor: Flávio Ricardo Vassoler é mestre e doutorando em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e escritor. Seu primeiro livro, O Evangelho segundo Talião (Editora nVersos), será lançado em abril. Periodicamente, atualiza o Subsolo das Memórias, www.subsolodasmemorias.blogspot.com, página em que posta fragmentos de seus trabalhos literários e fotonarrativas de suas viagens pelo mundo. Em fevereiro, tornou-se colunista da seção Arte e Cultura do portal Carta Maior, www.cartamaior.com.br, para o qual escreve semanalmente sobre cinema e literatura.

Conto a presença de todos!

7 comentários:

  1. parabéns brother.....vou me agendar para participar e depois tomamos umas brejas
    Alê

    ResponderExcluir
  2. Que legal, Flávio!

    Parabéns. Tenho certeza de que será um sucesso.

    Ab.

    Maria Isabel.

    ResponderExcluir
  3. sinopse fantástica, prof, Flávio.
    Espero q em breve exista uma disponibilidade online do conteudo.

    Sucesso a todos os envolvidos.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, Flávio.

    Sucesso no curso, que é ótimo.

    Abraço,

    Raquel

    ResponderExcluir
  5. eita, saiu!!!
    parabéns, flavião!!!

    tô até copiando o daud aqui pro parabéns ser mais público.

    lindo.

    beijo

    ana rüsche

    ResponderExcluir
  6. Oi, Flávio, há quanto tempo!

    Vejo que sua vida acadêmica está indo de vento em popa! Parabéns!

    Um beijo,

    Fabíola

    ResponderExcluir